25 fevereiro 2018

Sem cor e sem chão



Olá, pessoal.

Infelizmente é isso mesmo!
Sem cor e sem chão!!!

Bem... Aqui estou...
Vou tentar explicar meu sumiço e nem sei como começar.
Aconteceram muitas coisas, mas na verdade, sei e não sei o que me fez ficar tanto tempo longe daqui.
Mesmo resumindo, o texto vai meio longe.

Primeiro, depois de muita espera e muita luta, consegui mudar de uma casa onde a vida estava péssima, não vou entrar em detalhes para não ficar um texto longo e maçante.

A situação naquela moradia me deixava péssima e demorei muito tempo para conseguir sair de lá e poder melhorar coisas que estavam muito ruins.
Toda aquela insatisfação sem perspectiva de melhora, fez muito mal para mim. Engordei por causa da ansiedade e me estressei muito durante a espera de uma solução.
Eu me sentia muito infeliz e a insônia tomou conta das minhas noites!!!
Muita nail art foi feita pelas madrugadas adentro!

Em agosto, quando as coisas começaram a se tornar possíveis, foi muito cansaço, muito estresse, muita insegurança, muito medo, muita correria, algumas dores físicas e todas as unhas quebradas!!!
Até aqui, parece tudo normal não é mesmo?
Tudo isso, são coisas normais que ocorrem com todo mundo!
Pois é, mas esta criatura que escreve é emocionalmente muito sensível.
E o pior é que conforme os anos vão passando, parece que vou me tornando mais sensível!
Acham que gosto de ser assim?
Pois eu não gosto. Gostaria de ser como uma rocha inabalável!

Quando não estou bem, simplesmente entro em estado de fuga!
Ninguém me encontra, nem telefone eu atendo!
Vou para o trabalho e retorno rapidamente ao meu esconderijo.
Preciso dessas fugas para me refazer das tempestades que vem e vão.
Dou todo o crédito dessas fugas à imensa sensibilidade que vai aqui dentro.
Lembrado que sensibilidade não é o mesmo que fraqueza!
Aguento os rojões, mas preciso de tempo para me refazer.
Sou uma criaturinha bem estranha, não acham?
Quem já não passou por tempestades?
Algumas arvores são mais resistentes, outras vergam um pouco mais, mas todas são árvores.

Precisei dessa fuga para me refazer, digerir tudo o que passei, colocar meu coração em ordem e virar mais uma página.
Além disso, minhas unhas se quebraram na confusão da mudança.
Quando enfim, tudo aconteceu, foi muito rápido e não tive como protege-las e a pele das mãos ficou muito danificada também.
Usei essa desculpa para mim mesma, para justificar minha falta de vontade de criar alguma nail art.

Eu estava me refazendo e estava muito feliz, mas muito mesmo!!!
As unhas cresceram, a pele melhorou e nada de espírito criativo!
Para onde foi aquela garota criativa? Que durante as insônias criou muitas nail art?
Fazendo estas perguntas para mim mesma, lembrei de uma entrevista muito interessante, onde um escritor falava sobre o processo criativo. Ele disse que os melhores textos costumam surgir durante as grandes desilusões amorosas!
Parece que essa afirmação está se encaixando na minha situação, sendo que a diferença está na motivação, que no meu caso não é desilusão amorosa.

Porque chego a essa conclusão?
Porque acabo de passar por mais uma super tempestade e a vontade de criar está voltando novamente!!!
Mas como assim???
Pois é... Estou descobrindo que sou assim, que meu processo criativo ocorre enquanto estou em sofrimento!!!
Que loucura isso!!!
Certo, mas agora vocês vão querer saber o que ocorreu desta vez.

As coisas que vou contar são espantosas e chocantes para mim e viver isso está sendo muito difícil!
Mas desta vez, preciso ser muito forte e engolir minha tristeza! E já vão entender porque.

Tenho dois cãezinhos e um deles partiu no dia 31 de janeiro depois de quatorze dias de muito sofrimento causado pela doença.
Tudo estava indo muito bem, quando simplesmente ela passou a não querer mais comer e começou a vomitar.
No veterinário foram detectados dois tumores enormes, que até então não haviam causado nenhum sintoma! Ela sempre foi muito saudável e estava ótima, até os dentes estavam maravilhosos apesar da idade! Estava comendo bem e vivendo normalmente, quando de repente começou tudo do nada!!!
Ela estava com 12 anos e a veterinária disse que em casos assim, não há solução e que ela tinha apenas dias de vida e que sempre é assim!!!
Como digerir esta informação e aceitar isso?
Não sei!!!
Essas situações são sempre inesperadas, não acreditamos e não aceitamos.

Mesmo não querendo aceitar, em estado de choque e não acreditando, a veterinária estava correta!!!
Em apenas quatorze dias de muita luta, para tentar minimizar o sofrimento dela e tentar deixá-la o mais confortável possível... Ela partiu!!!

Não somos donos de nada! Nem do tempo, nem da verdade, nem da vida...
A vida é difícil e as coisas são assim!!!
Meu Deus! Tudo isso é muito difícil!!!
São meus primeiros cãezinhos e essa partida repentina está muito difícil de viver!
Mesmo sabendo que eles se vão muito rápido, que a vida deles é mais breve que a nossa e de estar tentado me preparar para essas partidas!!! Está muito difícil!!

Mas o relato mais impressionante começa agora!!!
O outro cãozinho, um machinho de treze anos, o primeiro amor peludo a entrar na minha vida, assistiu a tudo e viveu a tudo junto comigo.
Como preservar ele de viver tudo isso também?
Como ele vai aceitar e entender tudo isso?
Não sei!!!

Faz treze anos que decidi ter um cãozinho como amigo na minha vida.
E assim chegou o maior amor da minha vida, um amor gigantesco que foi adotado em uma feirinha de cãezinhos abandonados. Foi assim que ele entrou na minha vida!!!
Depois de um ano que ele estava comigo é que chegou a pequena que acaba de partir.

Preciso resumir este texto, mas preciso contar qual é o tamanho do amor que existe entre mim e meu amado cãozinho de treze anos que ainda está aqui, graças a Deus!!!

Nada é realmente por acaso!
Assim que meu grande amor peludo entrou na minha vida, coisas incríveis passaram a acontecer, e fui descobrindo como é maravilhoso e surpreendente conviver com um animalzinho, e que cães são criaturas muito mais especiais do que podemos imaginar!!!
Tudo o que aconteceu até hoje, mostrou que ele é um cãozinho muito especial!!!
Que ter ele em minha vida, é um dos maiores presentes que Deus já me deu!!!

Ele era apenas um filhote e com menos de um ano ele já demonstrava a que veio!!!
Vou contar alguns episódios para tentar descrever quem é este incrível cãozinho!
Como eu nunca havia convivido com um animalzinho, eu prestava muita atenção a tudo para não perder nada do que acontecia durante seu desenvolvimento. Tudo foi muito surpreendente para mim e eu percebia que ele era muito especial mesmo!!!
Eu percebia a diferença entre ele e outros cães, principalmente quando eu ia a casa de amigos que tinham animais.

Alguns cães interagem mais com os humanos e outros menos.
Assim como nós, eles não são iguais e todos tem suas diferenças. Quem já teve vários cães e realmente presta atenção neles, sabe muito bem o que estou dizendo!!!
Tudo é muito sutil e quando as pessoas não prestam atenção em seus cães, grandes joias são esquecidas em quintais, debaixo de camas e de cadeiras, sem que percebam a grandiosidade que existe dentro destas pequenas joias “abandonadas”, que passam desapercebidas dentro de tantos lares!

Vou contar algumas passagens que vão mostrar quem é este meu super companheiro peludo!
Ele tinha apenas meses de vida, quando em um belo dia, eu estava triste e sentei em um banquinho da cozinha e comecei a chorar.
De repente eu vejo uma coisinha tão pequenina, pulando bem na minha frente e tentando alcançar meu rosto de qualquer maneira e ele só parou de pular quando eu parei de chorar.
Fiquei tão espantada com o que eu estava vendo que parei de chorar mesmo!! Ele estava fazendo de tudo para eu parar de chorar!!!
Depois deste dia eu despertei e percebi a grandiosidade da criatura que estava na minha frente!
Nenhum ser humano faria qualquer coisa para eu parar de chorar e ele fez de tudo para isso!!!

Certo dia, meu marido fez um tratamento dentário e chegando em casa com bastante dor, disse que iria se deitar um pouco até melhorar. Quando fui ao quarto ver se estava tudo bem, a minha joia peluda estava deitada de atravessado sobre o corpo do meu marido e ele nem havia percebido essa atitude que nunca havíamos visto antes.
Eu disse ao meu marido:
- Você está percebendo o que ele está fazendo? Ele percebeu sua dor, por isso se deitou assim sobre você desta forma!!
Que incrível! Mais uma mostra da grande sensibilidade deste amado amor peludo!!!

Nós morávamos no 21º andar e quando meu marido entrava pela portaria do prédio, ele sabia e mudava de comportamento!!! Isso era incrível de se ver!!!
Isso só não ocorre mais porque não estamos mais juntos.

Tem uma outra coisa que ele faz, que acho incrível e já fez inúmeras vezes.
Vejam a situação.
Estou sentada na cama, com o laptop no meu colo, ele deitado ao meu, tudo em absoluto silêncio, de repente a internet trava, e se fico nervosa por isso ou por qualquer outra coisa, sem que eu diga nada e nem mova um fio de cabelo, ele levanta a cabeça e olha em meus olhos!!! Como se dissesse: “Mamãe você está nervosa!!”
Olho para ele e digo que não foi nada, que já está tudo tranquilo e dou uma boa risada!!!

E assim fui indo na descoberta de coisas incríveis que meu amor peludo é capaz de fazer.
Ele tem um olhar muito penetrante e algumas pessoas percebem isso e me falam que seus olhos são muito expressivos.
Seus olhos são expressivos como os olhos dos primatas e vejo isso em poucos cães.
Costumo dizer que ele lê minha alma.
Quando ele olha para mim, ele faz isto olhando diretamente dentro de meus olhos de forma muito profunda!!!
E digo a ele: “Você está lendo a alma da mamãe?
É muito lindo isso!!!
É impressionante e maravilhoso!!!

Quando ele tinha apenas três anos, eu tive o diagnóstico de um problema de saúde que causa muitas dores e sofrimento, e este amado cãozinho de apenas três anos, não saia de perto de mim, ele ficava colado em mim o tempo todo e era visível que ele percebia meu sofrimento!!!
Nesta época, a pequena que acaba de partir, tinha dois anos de vida, e o comportamento dela era bem diferente do dele, aparentemente não percebia meu sofrimento, mas ela não deixou de ser amada por isto!

Eu sempre dizia ao meu amado cãozinho, que eu cuidava dela para ele e que ela era dele, porque era visível a paixão dela por ele e vice-versa!!!
Os dois se adoravam!!!
Ele a defendia sutilmente em todas as situações e também me mostrava se algo não estava bem com ela!!!
Isso também é uma coisa incrível nele!!!

Quando ela ainda estava conosco, eu chegava em casa e já sabia se algo errado estava acontecendo apenas ao observar o comportamento físico dele. Ele mudava seu comportamento e parecia tentar mostrar alguma coisa, mas de forma muito sutil, era só eu dar uma boa olhada para descobrir o que havia acontecido!

Ele indica muitas coisas, um xixi ou um coco errado, um vômito, um móvel ou um rolinho de papel higiênico roído por ela (kkk). Ela era bem sapeca!
Ele indica também a entrada de algum inseto ou qualquer coisa estranha na casa.
Acho isso incrível!

Conforme os anos foram passando ele foi diminuindo a ênfase com que ele faz isso, ainda faz, mas com menos frequência e agora é tudo novo entre nós sem a presença da pequena arteira!

Agora como já consegui descrever um pouco quem é este meu incrível amor peludo, vou contar o que ocorreu.

A pequena viveu quatorze dias depois do diagnóstico de câncer, como a veterinária havia previsto, e o meu grande amor peludo acompanhou tudo.
Eu via que ele percebia alguma coisa, mas como saber o que vai dentro deles?
Como preservar ele de tudo isso?
Não tem como.
Eu sofri e ele sofreu, e o mais temível e terrível aconteceu!!!

A pequena virou estrelinha no dia 31 de janeiro pela manhã e nessa mesma noite ele adoeceu!!!!!!!
Meu Deus!!! Foi desesperador para mim!!!
Como foi isso?
Por volta das vinte e três horas, estávamos no quarto, ele deitado ao meu lado, tudo tranquilo, e de repente ele levantou, vomitou e desmaiou!!!
Isso mesmo!!! Desmaiou!!!!!!!!!!!!!!!

Meu Deus!!!
Que desespero!!!! Nunca havia acontecido isso!!!
Ergui ele do chão e tentei fazer ele voltar, não demorou muito, ele voltou, mas estava letárgico.

Vesti a primeira roupa que apareceu e corri com ele ao hospital veterinário.
Depois de feitos os exames, veio o diagnóstico de gastrite, pneumonia e pancreatite.
Ele tossia muito e precisou ficar internado, ainda era necessário fazer ecocardiograma para descartar algum problema cardíaco, exame que seria feito pela manhã, e não era seguro voltar com ele para casa sem o resultado deste exame.

Fui para casa sem meu grande amor peludo da minha vida que ficou internado.
Depois de longos 13 anos, pela primeira vez, eu me encontrava em casa sozinha, sem os meus peludinhos.
Um partiu e o outro adoeceu.
Meu mundo estava ruindo e fui ao chão com tudo isso!!!
Podem imaginar como fiquei.
Dois dias depois, consegui trazer ele de volta e o tratamento foi bem complicado por causa dos antibióticos.

Dia 23 de fevereiro foi feito um RX do tórax e pelo bom resultado tivemos o fim dos antibióticos, graças a Deus!!!
Mas ainda tenho algumas questões que quero saber, como por exemplo, a causa da pancreatite, se será necessário trocar a ração e mais outras dúvidas que espero esclarecer no dia 25 em retorno ao veterinário.
Depois que foi possível parar com o antibiótico, ele parece mais animado e começa a se alimentar melhor.
Parece que agora tudo começa a voltar ao normal.
É isso que espero e desejo muito!!!
É isso o que peço a Deus!!!
Que meu amor peludo melhore, que acalme seu coração e que possamos viver juntos por mais longos anos!!!

Comecei a escrever este texto no dia 10 de fevereiro e fui escrevendo aos poucos, porque como vocês viram nos meus relatos, ele é capaz de sentir meu emocional de alguma forma, não sei se sente pelo cheiro ou pela vibração.
Eu procurava escrever quando ele estava dormindo, para evitar que ele percebesse meu emocional abalado ao relatar tudo.

Nunca mais pronunciei o nome dela perto dele e estou redobrando a atenção para ele, estou fazendo de tudo para que se sinta feliz, para evitar que fique em sofrimento pela falta dela ou por sentir meu emocional triste ou abalado.
Em resumo, eu não posso ficar triste enquanto estou perto dele!!!
É uma tarefa bem difícil, mas estou me esforçando muito.

Deus vai nos ajudar a superar tudo o que aconteceu. Daqui em diante, vamos conseguir retomar a vida normal e voltar a estar felizes!

Para meus amados leitores, que conseguiram chegar até o final deste longo relato, dou meus cumprimentos pela persistência e paciência em ler tudo.
Como sempre digo, é um privilégio ter pessoas lendo coisas que escrevo!!!

Muito obrigada!

Super beijo a todos

10 comentários:

  1. I follow your amazing blog!

    ResponderExcluir
  2. Meu Deus amôura... eu imagino a tua dor. Sempre tive cachorros, e sempre que um partia era uma dor enorme. Por isso nunca mais quero :(

    O teu pequeno sentiu tanto a partida da outra que se entregou no mesmo dia. Graças a Deus ele está bem agora. Cuide muito dele que é um serzinho iluminado que merece muito mesmo. E acalme teu coração pq a que se foi, foi se sentindo muito amada :)

    Espero que você esteja bem nesse momento.

    Beijo grande !

    | O Blog Que Não é Blog |

    | O Blog Que Não é Blog - Instagram |

    | Uni Colorato - Instagram |

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, cara Anna.
      Concordo com você!!!
      São meus primeiros cãezinhos e depois desta primeira perda vejo que não estou preparada para ver esses anjos peludos sofrendo!!!
      Também já estou decidida a não ter mais estas jóias em minha vida apesar de saber que vou morrer de saudade desta convivência tão amorosa!!!
      Agora estou bem sim, porque vejo que ele está melhor a cada dia, graças a Deus, e isso é tudo para mim! :)
      Muito obrigada por vir trazer seu conforto carinhoso!
      Grande beijo :)

      Excluir
  3. Que incrível a sua relação com o seu cachorrinho , espero que esteja tudo bem com ele agora !
    Beijos

    www.unhasclassicasemodernas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, querida Juliana.
      Sim, ele é incrível mesmo!! :)
      Ele está melhor a cada dia. Isso é muito tranquilizador e também me mostra que até na superação dos problemas eles são ótimos!
      Obrigada pelo carinho e um super beijo para você

      Excluir
  4. Espero que o seu cachorrinho esteja melhor agora. Sei o que está passando porque já tive cachorros e quando eles partem é bem triste.
    Atualmente tenho um gato e ele esteve doente também. Fiquei muito triste, mas ele está melhor. Assim como os cachorros, cada gato também é diferente e nós ensina algo especial. Eu sempre anoto o desenho das minhas artes, assim quando estou sem inspiração, só olho para os desenhos. Isso me ajuda muito.
    Bjus!

    galerafashion.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora está sim, Adriana.
      Graças a Deus!
      Nós, mães de peludos sofremos muito quando algo não vai bem!
      Sim, todos eles nos ensinam muito mesmo. Espero que seu gatinho permaneça bem.
      Vou ver se sigo sua dica. Muito boa!
      Obrigada e grande beijo

      Excluir
  5. Oiee melhoras pro seu cãozinho ,que dó eu sei como se sente também tenho uma aqui .bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, linda!
      Ele já está bem sim, graças a Deus, mas envelhecendo a olhos visto!
      Mas este é o curso natural da vida. Difícil é me imaginar sem ele!
      Digo que ele está melhor que eu kkk, que ainda recolho alguns cacos.
      Espero que a sua fique bem sempre :)
      Muito obrigada pelo carinho
      Beijos

      Excluir

Deixe seu comentário.
Vou adorar saber.
Respondo a todos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...